RCB/TuneIn
Sábado, 28 Nov 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
JOAQUIM MATIAS SUSPENDE MANDATO
Desde 1993 na c?mara municipal da Covilh?, primeiro na oposi??o depois como vereador em regime de perman?ncia, Joaquim Matias, eleito sempre nas listas do PSD, solicitou a suspens?o de mandato.
Por Paulo Pinheiro & Nuno Miguel em 19 de Sep de 2008

Motivos profissionais. É o que alega Joaquim Matias para interromper, por um período de um ano, as funções de vereador da maioria na CMC, o único que não detinha pelouros.Eleito em quarto lugar na lista do PSD no último acto eleitoral autárquico, no início 2006, Joaquim Matias abdicou de todos os pelouros e das 18 subdelegações de competências que lhe tinham sido atribuídas pelo presidente da câmara, justificando a sua decisão com “cansaço e excesso de trabalho”.

A manutenção do lugar de vereador do executivo não agradou ao presidente da edilidade que chegou a solicitar o seu afastamento, como confirmou em Fevereiro de 2006 à RCB o vereador social-democrata. Paulo Rosa, até agora nas funções de adjunto do presidente, é a partir de hoje o novo vereador da maioria com os pelouros da educação, cultura, desporto e acção social.

 Para o presidente da câmara municipal da Covilhã, esta mudança vai reforçar a capacidade de acção do executivo “ havia uma série de procedimentos legais e despachos que eu continuava a fazer e que me trazia um acréscimo de trabalho acrescido. É uma entrada no executivo, a tempo inteiro, que torna as coisas mais simplificadas” afirmou Carlos Pinto. 

No dia em que assume as funções de vereador, Paulo Rosa garante que vai dar continuidade ao trabalho que tem desenvolvido na câmara da Covilhã nos últimos três anos afirmando “ para mim é um momento politicamente importante”. O novo vereador vai exercer funções até Setembro de 2009, altura em que devem realizar-se as eleições autárquicas


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados