RCB/TuneIn
Quarta, 24 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
ANA MARIA VAZ DISPON?VEL PARA RECANDIDATURA
A presidente do Instituto Polit?cnico de Castelo Branco ainda n?o decidiu mas "em princ?pio" est? dispon?vel para se recandidatar ao cargo. Em entrevista ao programa "Flagrante Directo" da RCB, Ana Maria Vaz diz que ainda vai reflectir sobre a decis?o.
Por Paula Brito em 09 de Sep de 2008

A presidente do Instituto Politécnico de Castelo Branco acredita que as eleições na instituição vão decorrer até final do ano "estamos a aguardar a homologação dos novos estatutos por parte da tutela, o que deverá acontecer esta semana, e depois da publicação é preciso constituir o novo conselho geral e desencadear todo o processo de eleição do novo presidente".

Em entrevista ao Flagrante Directo da RCB Ana Maria Vaz diz que o aumento de 2% na transferência de verbas por parte do Ministério da Ciência e Ensino Superior "na realidade não se traduziu em qualquer aumento uma vez que já no ano passado as verbas não chegavam para as despesas fixas da instituição". O orçamento do IPCB é feito "à conta das propinas dos estudantes e apesar do senhor ministro dizer que é má gestão, não vamos aumentar o valor da propina que temos fixada em 700 euros". Segundo Ana Maria Vaz os alunos e as famílias estão a atravessar dificuldades e nesta altura, por exemplo, existem 350 alunos no politécnico que ainda não pagaram as propinas "apesar do senhor ministro dizer que ninguém deixa de estudar por causa das propinas não é verdade". 

Quanto à Escola Superior de Artes Aplicadas "o IPCB já apresentou uma candidatura ao QREN para a construção do novo edifício no campus da Talagueira, apesar do senhor ministro ter dito no parecer que a obra precisava de ser redimensionada". Uma situação que para Ana Maria Vaz "está fora de questão" uma vez que "o dinheiro que se vai gastar com um novo projectista dá para a diferença da obra". Perante o parecer "evasivo" de Mariano Gago, o presidente da câmara de Castelo Branco já garantiu que "se o ministério não assegurar a componente nacional da obra será a câmara a fazê-lo".


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados