RCB/TuneIn
Quarta, 22 Mai 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
FUND?O: PARKING OCUPA MOAGEM
Esta tarde, pelas 17:00H, ? inaugurada na Moagem a exposi??o "Parking", composta por trabalhos dos estudantes do 4? ano do curso de artes pl?sticas, ramo multim?dia, da faculdade de belas artes da universidade do Porto. ? noite, pelas 23:00H, o Lounge da Moagem, acolhe o concerto com os Sturqen, uma banda portuense composta por David Arantes e Rodrigues C?sar.
Por Paulo Pinheiro em 25 de Jun de 2011

Sobre a exposição:

Para os artistas o espaço/tempo expositivo apresenta-se como o corolário de muitos e diversos investimentos. É uma circunstância decisiva. A exposição que pretendemos apresentar não foge a essa espécie de regra. Contudo, acrescenta-lhe uma peculiar circunstância: ela é o resultado de um esforço, ao mesmo tempo colectivo e individual, de um grupo de jovens que, momentaneamente, se encontraram reunidos em torno de um projecto académico. Desde o seu início que o curso de Artes Plásticas multimédia se propôs a mapear as possibilidades de interacção teórico práticas que um ano lectivo potencia tendo, todavia, a consciência clara de que os artistas mantêm a capacidade, fundamental, da produção para afirmarem a sua condição. Daí a aposta, numa mais que evidente centralidade, dada à produção artística como leit-motiv para o confronto quotidiano com a teoria, obviamente também, em plano de destaque.

A outra característica fundamental deste grupo é o descentramento medial e até sensorial que os jovens artistas propõem para as suas obras. Nada que seja estranho ao programa orientador do curso que, por opção essencial, se integrou na lógica de campo expandido característica da arte contemporânea. Assim, podemos observar a convivência de desenhos com objectos sonoros, de vídeos com pinturas, de esculturas com fotografias bem como outros que por absoluta falta de denominação própria são obviamente inclassificáveis mas, contudo, integráveis na lógica aberta que pretendemos.

Uma espécie de celebração para os netos das vanguardas, isto é, os artistas contemporâneos que, hoje, se mantêm distantes das disciplinas hieráticas da rigidez medial.

Não sejamos, apesar de tudo o que foi dito, ingénuos. Não se trata do vale tudo em que aparentemente mergulhou a contemporaneidade, desde a fusão disciplinar até ao mais superficial dos pensamentos. Pelo contrário, o curso em que as obras foram produzidas pretendeu sempre apresentar-se como um território privilegiado de discussão e reflexão aprofundadas, mais não seja, para poder afirmar a descendência que agora reivindicamos: aquela que privilegia a actividade do pensar ainda que na forma peculiar que a arte nos proporciona, quer dizer, através de obras.

A mostra vai estar patente até ao dia 31 de Julho e pode ser visitada de terça a sexta-feira das 10:30H Às 12:30H e das 14:30H às 17:30H. Sábado e domingo das 14:30 às 17:30H.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Moagem


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados